Atualmente, quando se fala de empreendedorismo, nos vem a imagem de um grupo de jovens na garagem dos pais ou na sala do apartamento em que dividem, discutindo alguma grande ideia que pode revolucionar o mercado.

Depois de algum trabalho, esses jovens fundam uma empresa, fazem fortuna, geram empregos e se tornam empresários bem-sucedidos. Um pensamento inspirador, com certeza, mas esconde muito da realidade do empreendedor brasileiro.

Ter o próprio negócio ainda é o sonho de muitas pessoas, mas o caminho do empreendedorismo é árduo, cheio de desafios e dificuldades. Mas também repleto de possibilidades. O fato é que o meio empresarial é cheio de mitos, que acabam por criar certa imagem sobre o empreendedorismo: desde um caminho para a independência profissional até um ambiente em que pessoas geniais podem transitar. Uma série de ideias que podem dificultar a trajetória de quem quer abrir a própria empresa.

Neste artigo, separamos alguns mitos sobre o empreendedor brasileiro. Ficou curioso? Então acompanhe!

Somente ideias geniais fazem vencedores

Criatividade e inovação são elementos importantes no meio empresarial, mas não quer dizer que, para ter um negócio de sucesso, é necessário ser extremamente criativo e inovador.

Diversos negócios promissores estão situados em setores que não dependem de grandes inovações ou tecnologias de ponta, com é o caso do varejo. O bom resultado desses empresários está ligado à capacidade de perceber como o mercado em que está inserido funciona e adaptar modelos de negócios que já existiam à sua realidade e possibilidade. É enxergar oportunidades onde outros empresários ainda não viram.

Dinheiro é a solução para todos os problemas

É verdade que capital é importante para o negócio: seja para expansão, modernização de equipamentos e outros investimentos. Porém, um grande volume de dinheiro não é significado de sucesso nos negócios.

Diversos outros elementos são imprescindíveis para o sucesso de uma empresa: um plano de negócios abrangente e bem elaborado, estratégias de vendas bem definidas, controle financeiro e uma equipe com profissionais competentes e alinhados com os objetivos empresariais do negócio.

O empreendedorismo é conduzido por capital de risco

Há quem ache que grandes negócios são aqueles que atraem investidores e capital de risco. Por outro lado, há quem ache complicado alcançar esse capital de risco devido a poucos recursos disponíveis no mercado e pelas altas exigências feitas por investidores.

Na verdade, nos dois casos, o que temos são possibilidades de negócios. Investidores podem dar o aporte financeiro necessário para que a empresa atinja outro patamar, mas em contrapartida, farão exigências por um modelo de negócio sólido — o que obriga o empreendedor a alinhar as questões administrativas.

Mas isso não quer dizer que o seu negócio não prosperará sem esse investidor. O mercado está aí e as possibilidades de trabalho são inúmeras!

Quem fracassa não consegue empreender

Esse é um mito bastante cruel, pois mexe com a confiança do empresário. Ter que fechar as portas é o maior temor de qualquer empreendedor, mas sempre existe essa possibilidade.

Caso isso ocorra, sempre é possível começar de novo, mas é necessário força de vontade e disposição para superar o fracasso e dar um novo passo. O mercado está cheio de exemplos de empresários que só conseguiram sucesso após algumas tentativas. Isso acontece porque empreender exige experiência, preparo e planejamento e, na maioria dos casos, isso é conquistado no trabalho diário e no convívio com o posto gerencial.

Gostou deste artigo sobre os mitos do empreendedor brasileiro? Então assine nossa newsletter e fique por dentro de outros conteúdos como este!